Artista de nove anos vai expor quadros no Carrousel du Louvre

Ela começou a pintar aos cinco anos, a exemplo de muitas crianças. Mas foi na pandemia que intensificou o hábito, e hoje já é uma artista internacional. A pequena Maya Veronese Marçal tem 9 anos, é moradora de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio de Janeiro, já expôs em Portugal e este ano vai encarar um novo desafio: vai mostrar os seus quadros no Carrousel du Louvre, centro comercial no subsolo do Museu do Louvre, em Paris, na França.

Pertinho dos maiores artistas da pintura mundial, Maya explica que ter sido selecionada para essa oportunidade é um importante reconhecimento.

“Eu fiquei muito feliz, eu fiquei muito muito feliz, porque o meu maior sonho é expor num museu famoso. Isso mostra que o meu trabalho é legal, que as pessoas gostam”, diz.

Camila Veronese, mãe de Maya, conta que logo que percebeu o grande interesse da filha pela pintura a matriculou em aulas particulares de arte.

“A Maya desde que começou a desenhar, eu já tinha percebido que ela fazia bem, que ela se dedicava muito. Porque não é só o fato dela conseguir fazer um bom desenho, mas dela se dedicar mesmo, dela assistir vídeos querendo aprender, querendo evoluir. Então quando eu percebi que a Maya estava indo muito bem nos desenhos, e que na verdade foi ela que pediu. Ela disse que queria fazer aulas de desenho, aí eu matriculei ela com uma professora de artes, uma professora particular, que ela não ensinou técnicas de desenho, ela ensinou sobre arte pra Maya, ela ensinou sobre história da arte, história da moda, sobre os pintores, sobre os movimentos”, conta.

O trabalho da menina, composto por obras abstratas e figurativas, foi ganhando espaço e começou a ser vendido. Até que a mãe resolveu inscrevê-la na seleção do Carrousel du Louvre. O resultado deixou os pais orgulhosos.

“A gente ficou muito feliz. Eu e o pai dela ficamos extremamente felizes. A gente está até hoje assim sem acreditar muito”, afirma.

E Maya não para por aí. Ela também incentiva outras crianças, que a exemplo dela, têm um sonho. Quando perguntada sobre que conselho daria para essas crianças, vem logo uma lição. Ela diz que o mais importante é não desistir.

“É importante não desistir do sonho. Eu falaria para seguir os sonhos, continuar pintando. Fazendo qualquer coisa que gosta”, reforça.

Os trabalhos da pequena pintora serão apresentados no Carrousel du Louvre em outubro, ainda sem data marcada.

Fonte: Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.