De moeda comum a militares: 4 recados de Lula após encontro com Fernández

A primeira declaração pública do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em sua viagem oficial à Argentina, nesta segunda-feira (23/1), enviou pelo menos quatro recados claros tanto sobre o que esperar da política externa do seu terceiro mandato quanto em relação à situação interna.

Lula concedeu uma entrevista coletiva de pouco mais de 40 minutos na Casa Rosada, sede do governo argentino, ao lado do presidente do país, Alberto Fernández.

Durante a entrevista, Lula mandou recados em direções diferentes: disse ser favorável à criação de uma moeda comum para transações comerciais entre Brasil e Argentina; disse que o Brasil deve voltar a usar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar obras no exterior; criticou as tentativas de isolar a Venezuela; disse que a comunidade internacional não deve se interferir em Cuba; e que militares brasileiros não devem se envolver na política.

Confira o que Lula disse sobre cada um desses tópicos:

Moeda comum

A polêmica em torno da criação de uma moeda comum vinha dominando o debate às vésperas da chegada de Lula a Buenos Aires, onde vai participar da VII Reunião da Comunidade dos países Latino-americanos e Caribenhos (Celac).

Fonte: BBC NEWS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.