PL entra com representação no Tribunal Superior Eleitoral

O PL ingressou com uma representação no TSE, o Tribunal Superior Eleitoral, apontando mau funcionamento nas urnas utilizadas no pleito deste ano e pedindo que o tribunal crie uma comissão para avaliar eventuais falhas.

A representação também pede que os votos computados em cerca de 250 mil urnas com supostos problemas técnicos sejam invalidados.

Segundo o engenheiro Carlos Rocha, contratado pelo PL para auditar o resultado das eleições, foram identificadas falhas no cruzamento de dados gerados por urnas antigas, fabricadas antes de 2020.

Para o advogado Marcello Bessa, que assina a representação entregue ao TSE, essas inconsistências demonstram fragilidade do sistema.

A representação foi distribuída à ministra Carmen Lúcia. Procurado pela reportagem, o TSE informou que não comenta processos

Fonte: Agência Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.