Lewandowski supera Messi e é o melhor do mundo pela segunda vez

Robert Lewandowski é, pela segunda vez, o melhor jogador do mundo. O polonês foi declarado vencedor do The Best, prêmio dado pela Fifa, na tarde desta segunda-feira (17), superando o argentino Lionel Messi e o egípcio Mohamed Salah.

Além de ganhar o título alemão, o atacante do Bayern de Munique marcou 41 gols durante a campanha na Bundesliga, batendo o recorde que pertencia a Gerd Müller. Foi a quarta vez consecutiva que ele foi o artilheiro do torneio.

Na última temporada, assim como na de 2019/2020, Lewandowski terminou com mais gols do que jogos. No total, foram 48 gols pelo Bayern de Munique em apenas 40 partidas. E, nesta época, o centroavante polonês segue voando, com a marca de 34 gols em 27 partidas até aqui.

Cabe salientar que, ao contrário da Bola de Ouro, premiação organizada pela revista France Football, o The Best considera o desempenho do atleta durante a temporada europeia – neste caso, de 8 de outubro de 2020 a 7 de agosto de 2021. A Fifa diz que continua seguindo as medidas sanitárias relativas à pandemia de Covid-19; por isso, a cerimônia foi realizada virtualmente mais uma vez.

Técnicos e capitães de todas as seleções filiadas à Fifa, além de jornalistas especializados que representam cada nação, votaram entre 22 de novembro e 10 de dezembro do ano passado para escolher o melhor jogador do mundo. O Brasil não fatura o prêmio desde que Kaká o ganhou, em 2007.

Neymar e o ítalo-brasileiro Jorginho chegaram à pré-lista dos dez mais votados, e, entre os goleiros, Alisson e Ederson fazem parte dos dez melhores.

Fonte: R7