Messi vence 7ª Bola de Ouro e se iguala a Pelé como maior campeão

Sete vezes Lionel Messi. O argentino do Paris Saint-Germain recebeu nesta segunda-feira (29) a Bola de Ouro, prêmio concedido pela revista France Football, em evento realizado em Paris. Ele superou Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, segundo lugar.

Como “prêmio de consolação”, o polonês venceu a disputa pelo título de atacante do ano. Ao todo, ele marcou 63 gols e deu dez assistências.

Jorginho, brasileiro naturalizado italiano, campeão da Eurocopa e também da Champions League com o Chelsea, ficou com a terceira posição. Fora ele, o brasileiro mais bem colocado foi Neymar, na 16ª posição. Pentacampeão da premiação, Cristiano Ronaldo ficou apenas na sexta posição.

Como não houve Bola de Ouro no ano passado, devido à pandemia de Covid-19, Messi havia sido o último vencedor, já que, em 2019, quando ainda jogava pelo Barcelona, ele conquistou a Bola de Ouro. O craque argentino, agora, se iguala a Pelé como o maior campeão do prêmio. Ele venceu em 2009, 2010, 2011, 2012, 2015, 2019 e 2021, enquanto o brasileiro foi eleito em 1958, 1959, 1960, 1961, 1963, 1965 e 1970, em prêmios entregues posteriormente, já que a France Football elegia apenas jogadores que atuavam na Europa na época.

Apesar de Messi não ter conquistado muitos títulos na atual temporada, pelo PSG e pelo Barcelona, pesou muito a sua grande atuação na Copa América, quando ele foi o grande responsável por encerrar um longo jejum de conquistas da Argentina. Ao todo, ele fez 41 gols e distribuiu 14 assistências.

Vale lembrar que o prêmio não tem relação com o The Best, promovido pela Fifa.

Confira como ficou a lista final da Bola de Ouro em 2021:

1º Lionel Messi (Argentina/Paris Saint-Germain)
2º Robert Lewandowski (Polônia/Bayern de Munique)
3º Jorginho (Itália/Chelsea)
4º Karim Benzema (França/Real Madrid)
5º N’Golo Kanté (França/Chelsea)
6º Cristiano Ronaldo (Portugal/Manchester United)
7º Mohamed Salah (Egito/Liverpool)
8º Kevin De Bruyne (Bélgica/Manchester City)
9º Kylian Mbappé (França/Paris Saint-Germain)
10º Gianluigi Donnarumma (Itália/Paris Saint-Germain)
11º Erling Haaland (Noruega/Borussia Dortmund)
12º Romelu Lukaku (Bélgica/Chelsea)
13º Giorgio Chiellini (Itália/Juventus)
14º Leonardo Bonucci (Itália/Juventus)
15º Raheem Sterling (Inglaterra/Manchester City)
16º Neymar (Brasil/Paris Saint-Germain)
17º Luis Suárez (Uruguai/Atlético de Madrid)
18º Simon Kjaer (Dinamarca/Milan)
19º Mason Mount (Inglaterra/Chelsea)
20º Riyad Mahrez (Argélia/Manchester City)
21º Bruno Fernandes (Portugal/Manchester United)
21º Lautaro Martínez (Argentina/Inter de Milão)
23º Harry Kane (Inglaterra/Tottenham)
24º Pedri (Espanha/Barcelona)
25º Phil Foden (Inglaterra/Manchester City)
26º Nicolò Barella (Itália/Inter de Milão)
26º Rúben Dias (Portugal/Manchester City)
26º Gerard Moreno (Espanha/Villarreal)
29º César Azpilicueta (Espanha/Chelsea)
29º Luka Modric (Croácia/Real Madrid)

Clube do ano

O Chelsea, campeão da última Uefa Champions League, foi eleito o clube do ano. O time é o atual líder da Premier League e foi muito bem também no futebol feminino.

Bola de Ouro feminina

Entre as mulheres, a vencedora foi a espanhola Alexia Putellas, multicampeã com a camisa do Barcelona. Alguns meses atrás, ela já havia sido eleita a melhor jogadora da Europa pela Uefa.

Fonte: R7