Governo pode furar teto de gastos em 2022, diz Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse, nesta quarta-feira, que o governo pode furar o teto de gastos em 2022, caso o Supremo Tribunal Federal não module as decisões judiciais que causam crescimento das despesas. Guedes citou o aumento de gastos com precatórios, que são as dívidas da União já reconhecidas pela justiça, e outras sentenças.  

O teto de gastos é o limite incluído na Constituição para as despesas da União. Além dos R$ 89 bilhões com precatório previstos para 2022, Paulo Guedes também citou a decisão do Judiciário que excluiu o ICMS da base de cálculo de impostos federais.

O apelo ao STF foi feito logo após o ministro Paulo Guedes comemorar os níveis recordes de arrecadação de impostos em 2021 divulgados, nesta quarta-feira, pela Receita Federal.

Fonte: Rádio Agência Nacional