Ministro da Economia anuncia que auxílio emergencial será prorrogado

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou que o governo deve prorrogar, por pelo menos dois meses, o auxílio emergencial. De acordo com Guedes, a meta é manter o pagamento até concluir a vacinação de todos os adultos.

Paulo Guedes não deu detalhes sobre esse novo Bolsa Família. Atualmente o calendário do auxílio emergencial prevê quatro parcelas, em valores que variam de 150 a 375 reais. Os pagamentos começaram no mês de abril e tinham previsão de terminar em julho ou agosto, de acordo com o mês de nascimento do beneficiário.

O ministro informou que a prorrogação por dois meses custará cerca de 18 bilhões de reais a mais. Como, até agora, houve sobra de 7 bilhões do auxílio, o governo vai precisar pedir ao Congresso Nacional a abertura de 11 bilhões de reais em crédito extraordinário.

Outro programa que ainda está sendo desenhado pelo governo federal é o de qualificação profissional de jovens.

Segundo o governo federal, 67 milhões de pessoas receberam o auxílio emergencial no ano passado. Este ano, a previsão é que mais de 20 milhões de pessoas recebam o benefício.

Fonte: Rádio Agência Nacional