Ministério da Saúde define protocolos para realização da Copa América

O Ministério da Saúde e os representantes médicos das Confederações Brasileira e Sul-Americana de Futebol detalharam, nessa segunda-feira, como serão os protocolos sanitários da Copa América.

O presidente da Comissão Médica da CBF, Jorge Pagura, detalhou os procedimentos, que incluem teste RT-PCR a cada 48 horas para todas as delegações, desde a chegada até a saída do país.

A Copa América começa no próximo domingo, em Brasília, e a final será no dia 10 de julho, no Rio de Janeiro. Ao todo, são 28 jogos, que também ocorrerão nas cidades de Cuiabá e Goiânia. Nenhuma partida poderá ter presença de público.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a competição, em si, não oferece risco aos atletas. E lembrou que competições como o Campeonato Brasileiro ocorrem sem a necessidade de ter jogadores vacinados. Por isso, Queiroga disse que a vacinação das equipes não será uma condição obrigatória.

De acordo com os organizadores da Copa América, mais de mil pessoas devem estar ligadas diretamente ao torneio. São 10 delegações, cada uma com 65 integrantes, no total de 650. A equipe da Conmebol tem 250 pessoas e outras 180 vão trabalhar nos estádios.

Fonte: Rádio Agência Nacional