Mundo do esporte paralisa por medo do Coronavírus

Por Romano Zanlorenzi

Desde que chegou a Europa, o COVID-19 parou o mundo dos esportes, o automobilismo veria o início da Fórmula 1 na Austrália em Março, porém as equipes se recusaram a correr pelo fato de equipes já estarem contaminadas, como foi o caso da McLaren. Com as 4 primeiras etapas canceladas a entidade responsável a Federação Internacional de Automobilismo antecipou nesta quarta-feira (18) as férias e separou Agosto para realizar as etapas adiadas. Previsão é de que o ano inicie na Holanda.

No futebol estádios começaram a esvaziar, e algumas partidas da Liga dos Campeões foi disputada com portões fechados. Hoje quase todos os campeonatos na Europa estão suspensos, e como o calendário por lá, marca que o fim da temporada seria em Maio, existe a possibilidade de encerramento antecipado das ligas nacionais. A UEFA decretou também o adiamento da Eurocopa para 2021.

O Japão permanece com a intenção de receber os jogos Olímpicos de 2020, em contato frequente com o Comitê Olímpico Internacional país que tem mais de 700 casos confirmados, a entidade mantém a competição para as datas previstas, 24 de julho a 9 de agosto. O Comitê Olímpico espanhol pediu o adiamento das Olimpíadas, alegando condições desiguais para competir. A etapa da Copa do Mundo de Ginástica que seria realizada em Tóquio foi cancelada, este seria um evento-teste, e ainda membro do COI classifica como “irresponsável” a decisão de não adiar o torneio.

Na América do Sul, não foi diferente, começou com a CONMEBOL entidade máxima do esporte no continente suspendendo a Copa Libertadores da América e a Copa Sul-Americana competições internacionais disputadas por clubes, e o adiamento da Copa América para 2021. Em efeito dominó, campeonatos nacionais, que já estavam correntes, e no Brasil a paralisação dos estaduais e da Copa do Brasil.

A liga americana de basquete, a NBA, vai ficar paralisada por pelo menos 30 dias, segundo o comissário da competição. O primeiro caso confirmado na NBA, foi do pivô do Utah Jazz, o francês Rudy Gobert. Ainda segundo o comissário será possível esperar seis semanas e ainda assim concluir a temporada normalmente, mas especialistas acreditam que a competição retorne apenas ao final de Junho.

Ainda não se sabe por quanto tempo, mas a previsão é de que o auge do coronavírus por aqui seja entre Abril e Maio, que seria a abertura do Campeonato Brasileiro. Clubes pararam as atividades e liberaram funcionários.

Fonte: Globoesporte.com

Foto: Getty Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *